quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Amanhã será escrita uma pagina nova no livro da Física e AstroFísica

 Prezados Colegas,

2016 começa com resultados quentes para a Astrofísica mundial. Amanhã dia 11 o livro da Física vira uma pagina, pois o  LIGO que é o Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferômetro Laser (Laser Interferometer Gravitational - Wave Observatory) irá fazer um anuncio estrondoso aparentemente. Recebi mensagens dos canais de Fisica da Universidade Harvard e apesar de não haver menção do que se trata, tem a impressão que será o anuncio definitivo de detecção de ondas gravitacionais, ondulações no espaço-tempo prevista por Albert Einst
Credit Caltech / MIT / LIGO Lab
ein 100 anos atrás.


 O LIGO é um laboratório/projeto do Instituto de Tecnologia da Califórnia, fundado em 1992 pelos pesquisadores Kip Thorne e Ronald Drever e
 Rainer Weiss, pesquisador em Cambridge (Boston Area),  no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

O projeto teve custo de $365 milhões de dólares (contados até 2002) e  é o maior e mais ambicioso projeto da  National Science Foundation (NSF). O "CNPq" dos EUA. A colaboração final do LIGO conta com um  grupo internacional de 400 cientistas espalhados em 40 instituições onde é analisado os dados do LIGO.


https://www.ligo.caltech.edu/

Não se sabe ao certo hoje, dia 10 de Fevereiro o que será anunciado, más visto o histórico da produção pode ser a a observação  (medida) de  ondas gravitacionais de origem cósmica. Isto irá fechar como mais um resultado de medida e comprovação de previsões teóricas da Teoria Geral da Relatividade, como desenvolvida por Einstein em 1916. Precisamente em  Novembro de 1915.

http://www.nature.com/news/general-relativity-100-1.18795

O laboratório LIGO opera com dois  observatórios funcionando em sincronia. Um em Livingston, Louisiana( 30°29′55″N, 90°44′54″W) e outro na Reserva Nuclear Hanford, localizada nos arredores de Washington. Estão separados por 3002 quilometros que corresponde a dez milisegundos na escala de  chegada da onda.



Prof. José-Dias do Nascimento Júnior, PhD em Astrofísica.  Professor e Astronomo do Departamento de Física da UFRN. Lider do  Grupo de Astronomia  Estrutura e Evolução Estelar da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (G3) http://astro.dfte.ufrn.br Pesquisador Visitante Scholar do CfA-Harvard Smithsonia Observatory   http://scholar.harvard.edu/donascimento/home



segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

A Historiada da Astronomia na UFRN

A historia da Astrofísica, Astronomia Observacional e Teórica  na UFRNOs primeiros passos de 1972 a 1980
Fonte: Arquivo pessoal de Jeronimo Freire e do Grupo de Astronomia, Estrutura e Evolução Estelar (G3)  da Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Talvez os mais novos não se recordam e alguns já se foram com a memória da Astronomia na UFRN e cabe a todos zelar pelo esforço corajoso dos que deram o primeiro e fundamental passo nas primeiras atividades em Astronomia Observacional e Teórica no Departamento de Física Teórica e Experimental (DFTE) da  Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).  Cronologicamente tais atividades  surgem com o interesse pela astronomia/astrofísica do Potiguar e ex-professor do DFTE,  Dr. Joel Câmara de Carvalho Filho. O Prof. Joel, como chamamos,  foi  o primeiro Astrofísico/Astrônomo  desta instituição e possivelmente o primeiro Astrônomo/Astrofísico com doutorado de todo o Norte e  Nordeste do Brasil. Em 1978 o prof.  Joel Câmara  retornou do doutorado na University of Oxford, Inglaterra, tendo defendido a tese Diffusion models of cosmic ray propagation, sob orientação de Dirk ter Haar (1919-2002).  Obteve o título D.Phil.  no  conceituado  Department of Theoretical Physics da University,  o mesmo por onde passou Roger Penrose,  Robert Boyle,  Edwin Hubble, and Stephen Hawking,  Albert Einstein, Erwin Schrödinger e outros grandes físicos.
  
 
Fonte: Arquivo pessoal de Jeronimo Freire e do Grupo de Astronomia, Estrutura e Evolução Estelar (G3)  da Universidade Federal do Rio Grande do Norte



Sua graduação em Física foi na  Universidade de São Paulo no IFUSP em 1972 e o mestrado  já  em Astronomia pela Universidade de São Paulo (IAG-USP) em 1974 sob a orientação de José Antonio de Freitas Pacheco. O título de sua dissertação foi  sobre produção de elementos leves no meio interestelar. O primeiro Artigo do Professor Joel, tem título "On The Influence Of Cosmic-Ray Diffusion On The Gamma-Ray Flux From The Galactic Plane".  Foi publicado na revista MONTHLY NOTICES OF THE ROYAL ASTRONOMICAL SOCIETY, no volume  180 nas  paginas  45-49, 1977. Os autores são J.C.  CARVALHO e D. ter Haar (Astrofísico famoso e seu orientador de doutorado).


Foi professor da  Universidade Federal do Rio Grande do Norte por décadas com trabalhos fundamentais  na área de Astronomia & Astrofísica, com ênfase em Quasares e Cosmologia com forte viés no estudo astrofísico teórico observacional de  radio fontes e  jatos astrofísicos, areas de impacto para a cosmologia e astrofísica no meio interestelar. O professor Joel teve seu vínculo institucional com a UFRN já em 1978 como doutor em Astrofísica  e assim exerceu atividades de  astrofísico / astrônomo no DFTE e por lá permaneceu até 2012, quando se aposentou voluntariamente. Formalmente se não for  o  primeiro artigo cientifico em Astronomia/Astrofísica na nossa instituição, figura entre os primeiros certamente (preciso confirmar).  Vários artigos  escritos pelo prof. Joel se sucedem em sequencia após este. Logo em seguida, em 11 de Março de 1985 é publicado na Revista Astronomy and Astrophysics,  periodico internacional (base na Europa) da nossa área o artigo "Magneto-ionic content of compact extragalatic  radio sources" por J. C. Carvalho (unico autor)  que foi submetido em 6 de Novembrode 1984. Este artigo  mostra o DFTE como sendo a instituição do professor Joel.

 Por esta época de 1981 a 1986 também interagia por Natal o Professo japonês e  Astrônomo Dr. Sigetugu Takagi  integrante do International Latitude Observatory Mizusawa, e  que escreveu provavelmente o  primeiro Artigo em Astronomia &  Astrofísica Observacional  na UFRN com dados colhidos em situ (Na UFRN mesmo neste caso). Isto aconteceu  já nos primeiros anos de 1983  com a utilização  do Astrolábio montado no campus da  UFRN em parceria com o Observatório Nacional.  O  Dr. Sigetugu Takagi e Jerônimo Freire (seu estudante com Bolsa do Observatorio Nacional)  apresentaram os primeiros resultado desta pesquisa em Artigos Internacional por volta de 1985 e na reunião da IAU no Rio de janeiro em 1986. Foi também produzido um Artigo para a revista Astronomy and Astrophysics e outro para A revista Mexicana de Astronomia. O professor Dr. Sigetugu Takagi interagiu com outros professores do DFTE neste periodo.


Além de pesquisa baseada em  Observações Astronomicas em situ feitas no campus da UFRN, os astronomos do DFTE fizeram divulgação, popularizaçnao (extensão)  e educação em ciências  em Natal e o grupo formado em torno do professor Joel Carvalho foi bastante dinâmico neste período. Aatividades  foram iniciadas pelo grupo de professores deste nucleo de astronomia observacional  e lá engajados já nos primeiros anos dos idos 80's alunos como Jocel Rego e Jeronimo Freire faziam pesquisa em iniciação cientifica na área. Junto com Jeronimo Freire e Jocel Rêgo, a professora  Nilza Pires ja contrada (nossa primeira Astrônoma)  e demais condiziam junto a população observações  no Campus central  da UFRN no início dos anos 80. Estas observações eram feitas  com um telescópio de 25 cm montado em um pequeno abrigo que corria em trilhos.  Quando eu era estudante ainda visitei este abrigo e os trilhos ainda estavam no chão até inicio dos anos 2012.


As observações do cometa Halley em 1986

Fonte: Arquivo pessoal de Jeronimo Freire e Grupo de Astronomia, Estrutura e Evolução Estelar da Universidade Federal do Rio Grande do Norte


A passagem do cometa  gerou uma grande movimentação no mundo e no Brasil todo e como não poderia ser diferente Astrônomos e pesquisadores Ativos em Natal trabalharam na campanha de Divulgação.   Em Natal, no campus da  UFRN três professores  Astrônomos/Astrofísicos do já existente  Grupo de Astronomia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (matéria abaixo) organizaram palestras e orientaram para as  observações da 29a aparição do cometa Halley para o Público de Natal. Os pesquisadores tiverem pagina semanal nos Jornais de Natal com matérias dedicadas a divulgação e explanação para o Públicos sobre a Passagem do Cometa.


 
Fonte: Arquivo pessoal de Jeronimo Freire e Grupo de Astronomia, Estrutura e Evolução Estelar da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Anuncio do Ciclo de Palestras coordenadas pelo Professor Joel Carvalho como coordenador do Grupo de Astronomia da UFRN. O grupo de Ionosfera e  os professores Enivaldo Bonelli e José Ferreira são citados na Matéria.Assim com a Profa. Nilza e Jocel de Souza Rego.


  
"A astronomia na UFRN começa relamente com astrometria e com o Takagi antes de 1980. A dissertação de Jocel Rêgo foi totalmente baseada nos dados do astrolábio. Fizemos tambem um projeto de extensão ,  no qual ministramos um curso de Introdução à Astrofísica. Esta matéria sobre o Haley eu escrevi boa parte do trecho como se observar.  Lembro quando fui com Joel  no alto da Ladeira do Sol, fazer varias fotos para juntar tudo numa grande angular para mostrar onde o cometa estaria."  
Prof. Nilza Pires em 2 de Fevereiro de 2016 

De fato,  baseada nos relatos de integrantes e em  fatos e fotos acima concluímos que a Astronomia / Astrofísica  na UFRN começou com a contratação do Primeiro Professor na área, o Dr Joel Câmara de Carvalho Filho,  primeiro Astrofísico/Astrônomo desta instituição e que organizou observações, palestras e ações e junto com ele  isto surgiu o  primeiro  Grupo de Astronomia da UFRN em meados de  1978, onde ele  já como Astrofísico/Astrônomo e contrato pelo  DFTE fez observações e estabeleceu esta área de pesquisa na nossa UFRN além de publicar os primneiros artigos de impacto internacional com o nome do nosso Departamento e da nossa UFRN.
 
(*) O matérial coletados é vasto e no decorrer do tempo  irei atualizando os anos posteriores e incrementando alguns pontos.


Saudações Astronômicas  a todos (todas)!

J-D

-----
José-Dias do Nascimento Júnior, PhD em Astrofísica.  Professor e Astronomo do Departamento de Física da UFRN. Lider do  Grupo de Astronomia  Estrutura e Evolução Estelar da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (G3) http://astro.dfte.ufrn.br Pesquisador Visitante Scholar do CfA-Harvard Smithsonia Observatory   http://scholar.harvard.edu/donascimento/home